tumblr969@gmail.com

terça-feira, 5 de agosto de 2014

O filho do vizinho rico curtiu com a minha menina!

HIS POV
Quando eu era pequeno ia brincar com o filho do vizinho rico. Ele tinha todos os novos brinquedos, roupa sem rasgões, uma casa limpa, comida saudável e um parque de diversões no seu quintal. É, ele tinha dinheiro.
Apesar das diferenças, crescemos juntos. Educado pelas suas empregadas, eu educado pela minha mãe e a irmã mais velha, a gente saiu diferente, como pode imaginar. 
A puberdade chegou. A gente ainda ficou mais diferente.
O seu maxilar desenvolveu, os seus lábios tornaram-se finos e apetitosos para todas as meninas do colégio, os seus olhos cor de avelã continham um brilho de tamanha juventude e o seu cabelo escuro estava sempre perfeitamente penteado para cima. Tinha um estilo muito próprio, sempre de blazer, calças de ganga de marca e um polo branco de algodão. O seu charme trazia-lhe popularidade e um alto estatuto perante as raparigas mas, ele nunca namorou, ele era rapaz de "curtes". Ele conduzia o Jaguar do papá, bebia "Jack Daniel's" no bar todos os dias depois da escola. Ele não estudava, dinheiro comprava boas notas.
Já eu...senhor ajudai-me. 
A minha cabeça era muito redonda, os meus lábios eram toscos e demasiado grossos, os meus olhos escuros escondiam-se sempre por detrás da armação preta dos óculos de massa e o meu cabelo permanecia-se sempre despenteadamente feio. Andava de calças rasgadas, do tempo que o meu pai era magro, camisolas que a minha mãe arranjou dos primos e uns casacos que havia comprado na rua em saldos. Eu sentava sozinho na hora do almoço e jamais havia beijado uma menina. Ia todos os dias a pé para a escola e para casa. E por mais esforços eu nunca conseguia ter boas notas.
Ai tu apareceste. 
Passei meses do teu lado, melhores amigos, conversávamos a toda a hora, e foi aí que o filho do vizinho rico curtiu contigo. Curtiu por muitos meses. Menina, ele é um parvalhão comparando comigo. Ele passa o dia com a sua língua na tua boca, a minha vontade de o pôr no sitío...Menina, eu não sou capaz de apagar o teu sorriso da minha mente, do teu perfume na minha roupa, do som delicado da tua voz...
Então, se algum dia te cansares de veres sempre o mesmo, de ouvires sempre o mesmo, estarei aqui para ti. 
Contudo, foi pena teres demorado...Não teres percebido logo, que o filho do  vizinho rico não era o rapaz do qual tu precisavas. 

8 comentários:

  1. Gostei tanto!!

    r: Foi um dia espectacular querida!

    ResponderExcluir
  2. Adorei!

    r: Não sei mesmo consigo! Mas acredita que não, eu já nem quero saber dele!
    Vou fazer! :)
    Em breve podes vê-la!

    ResponderExcluir
  3. resp: Epá odeio! Nunca deixo que ninguém se meta muito na minha vida, muito menos ao ponto de me rotular. Quando alguém - ou vários alguéns - te voltar(em) a fazer isso, arranca-o e 'espeta-lhes' o rótulo na testa! haha

    ResponderExcluir
  4. r: Como não? ahaha Isso é raro!

    ResponderExcluir
  5. r: Eu sei... Principalmente com uma história como a nossa...

    ResponderExcluir
  6. r: Penso que domingo já sai o primeiro post.

    ResponderExcluir
  7. r: E fazes tu muito bem ahaha, normalmente perco-me no tempo quando os vejo :p

    ResponderExcluir

Respondo a todos os comentários nos vossos blogs a não ser que não tenham um.
Agradeço qualquer comentário e obrigada por passarem pelo meu cantinho♥